Compartilhar Facebook   
Favoritar
EM REVISTANOTÍCIAS — LITERATURA NO ESCURINHO DO CINEMA...

Literatura no escurinho do cinema

Você sabia que o filme clássico Bonequinha de luxo (EUA, 1961), protagonizado por Audrey Hepburn e George Peppard, é baseado em um livro do escritor estadunidense Truman Capote, publicado em 1958? E que o roteiro de A bela da tarde (França, 1967), dirigido pelo cineasta espanhol Luis Buñuel e estrelado por Catherine Deneuve, parte da obra do argentino Joseph Kessel?


São inúmeros os casos de amor entre literatura e cinema. Algumas obras literárias parecem mesmo ter nascido para as telonas, como o romance Anna Karenina, do russo Liev Tolstói (1828-1910), que já foi adaptado para o cinema sete vezes, a primeira em 1915 e a última em 2013. Já Fausto, do escritor romântico alemão Johann Wolfgang von Goethe, foi adaptado a primeira vez por F. W. Murnau, em 1926; depois, em 1950, pelo francês René Clair, que deu o título A beleza do diabo; além das adaptações hollywoodianas O segundo rosto (1966) e Doutor Faustus (1967); a versão húngara Mefisto (1981) e até a adaptação brasileira de 1986 intitulada Filme demência, de Carlos Reichenbach.


Da literatura portuguesa e brasileira, temos muitos outros exemplos, como a rapsódia modernista de Mário de Andrade, Macunaíma, que se tornou filme em 1969, sob direção de Joaquim Pedro de Andrade; A hora da estrela, de Clarice Lispector, adaptada por Suzana Amaral em 1985; e Ensaio sobre a cegueira, do português José Saramago, transposto para o cinema em 2008 pelas mãos de Fernando Meirelles.


E você, que filmes baseados em obras literárias marcaram suas pupilas? Poste no mural, que está na parte inferior da home da Plataforma!


Veja a seguir trailers de algumas adaptações nacionais:

Orfeu negro (1959, Marcel Camus; versão da peça Orfeu da Conceição, de Vinicius de Moraes):


Amor & Cia. (1999, Carlos Alberto Ratton; adaptação do livro Alves & Cia., de Eça de Queirós):


Quanto vale ou é por quilo? (2005, Sergio Bianchi; livre adaptação do conto “Pai contra mãe”, de Machado de Assis):



Dica Letrada: Um encontro entre cinema e educação: conheça as oficinas virtuais Tela Brasil 
Coluna: No escurinho do cinema (Jorge Miguel Marinho) 
Coluna: Território do Brincar: uma poética pelos olhos da infância (Camila T. da Silva e Elni E. Willms) 

ULTIMAS PUBLICAÇÕES
O carnaval nas Américas: conheça a folia...
Que tal aproveitar o carnaval para trabalhar com música, arte, história, cultura e...
Estudantes e educadores querem participar...
No dia 8.2, última quarta-feira, o Senado aprovou, por 43 votos a 13, a Medida Provisória que institui a reforma do...
MAIS LIDAS
Que personagem do Mapa da Literatura você...
Você já se perguntou que personagem da literatura brasileira você seria? Há várias figuras...
Novo ciclo do Pnaic
A terceira etapa do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa visa promover a educação integral das crianças.
VEJA MAIS
Materiais dos Projetos...
Conheça o material do Projeto Entre na Roda, voltado para formação de...
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS