Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOPARA APROFUNDAR — TÔ NA REDE: PARCERIA EM PROL DA INOVAÇÃO NAS BIBLIOTECAS PÚBLICAS...

Tô na Rede: parceria em prol da inovação nas bibliotecas públicas

Quais são as condições para que as bibliotecas sejam de fato espaços de leitura e formação de leitores? Em um contexto de expansão das tecnologias de informação e comunicação (TIC) e popularização das redes sociais digitais, como potencializar as bibliotecas como promotoras do letramento da população, no sentido de beneficiar milhares de pessoas com a oportunidade de viver de forma mais digna e plena?


Neste artigo, escrito para a Plataforma do Letramento, as comunicadoras Daniela Greeb e Vanessa Labigalini apresentam o projeto Tô na Rede, parceria entre o Instituto de Políticas Relacionais (IPR), o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) e o Programa Global Libraries. O projeto busca aumentar o engajamento das bibliotecas públicas com a comunidade e o uso das TIC pelos funcionários da biblioteca para melhor atender às necessidades de informação da comunidade.


As comunicadoras entendem as TIC como importantes aliadas dos bibliotecários e das bibliotecas públicas, que evoluem no sentido de se tornarem espaços de aprendizagem, inovação e reunião, buscando responder às necessidades da comunidade. Desse modo, as bibliotecas públicas são potenciais agentes de mudança social, ao promover acesso democrático à informação, ao conhecimento, à leitura e à cultura a milhares de pessoas.


Para a constituição da rede, que envolve a biblioteca, seus funcionários e a comunidade em seu entorno, o projeto utiliza metodologia participativa e programa de treinamento para que os bibliotecários entendam melhor o contexto e as necessidades de informação e comunicação da comunidade, bem como seus conhecimentos tecnológicos e suas habilidades.


A criação de pontos de informação e comunicação, com equipamentos tecnológicos e acesso à internet, tem como objetivo aumentar a capacidade de interação entre os sujeitos e identificar possíveis parceiros na missão da biblioteca, trabalhando com eles para integrar suas atividades e os serviços com a agenda programática da biblioteca e da comunidade.


O trabalho com os grupos baseia-se na metodologia do Psicodrama, cujo objetivo maior é estimular a comunidade a assumir a responsabilidade por seus atos e socializar seus conhecimentos em rede, criando uma nova relação entre Estado, servidor público e cidadão. Além disso, busca dar visibilidade às diferenças presentes no grupo, com base nas experiências de vida, a fim de reconhecer a existência do outro no mesmo espaço. Nesse sentido, adota-se uma ética da inclusão responsável, na qual cada cidadão, como protagonista de ações público-privadas, atua na construção de outro modo de encarar o espaço público, a vida, o mundo.


Sobre as autoras
Daniela Greeb é bacharel em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Especialista em Sociopsicodrama pela Role Playing – Pesquisa e Aplicação e Gestora Social – Comunidade Solidária. Especialista em mobilização e elaboração e gestão de projetos culturais e sociais.


Vanessa Labigalini é bacharel em Serviço Social pela PUC-SP. Radialista/psicodramatista pela Role Playing – Pesquisa e Aplicação. Diretora de TV/Produção de vídeo e rádio. Apresentadora e diretora de programas de rádio. Editora de texto, coordenação e direção de externas e switcher.


Referência: 
GREEB, Daniela; LABIGALINI, Vanessa. Tô na Rede: parceria em prol da inovação nas bibliotecas públicas. São Paulo: Plataforma do Letramento, 2016. 



Gláucia Mollo: A biblioteca e seu papel na sociedade contemporânea (entrevista)
Letramento e bibliotecas escolares no Ensino Fundamental (reportagem)
Material pedagógico do Projeto Entre na Roda trabalha a leitura na infância (notícia)


 

VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
VANISEVANISE disse em 22/01/2017 22h23
Estou adorando os materias disponibilizado para leitura e formação leitora. Projetos muito bem elaborados .Parabéns!!!!
ELIZABETH MOREIRA DA SILVA FAUSTINOELIZABETH MOREIRA DA SILVA FAUSTINO disse em 08/04/2016 22h19
Muito bom, a biblioteca precisa cumprir o seu papel como agente da informação do conhecimento em uma sociedade que não possui hábito de ler.
JUSSARAJUSSARA disse em 25/03/2016 11h00
Muito bom, será de grande valia em minhas aulas.
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS