Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOMURAL — DITOS POPULARES PUBLICADOS NO MURAL DA PLATAFORMA VIRAM LIVRO VIRTUAL...

Ditos populares publicados no Mural da Plataforma viram livro virtual

Você sabia que quem cochicha o rabo espicha? E que onde o frade canta, janta? Ou, ainda, que água mole em pedra dura, tanto bate até que fura? Pois é, isso é o que nos mostram os ditos populares brasileiros postados no Mural da Plataforma do Letramento.


De 19 de março a 30 de maio de 2014, os usuários do ambiente virtual foram convidados a postar, no Mural da página inicial da Plataforma, os ditos populares mais usados em suas regiões. O resultado foi surpreendente e rendeu a criação de um livro virtual cheio de curiosidades, construído a partir dessa ação colaborativa.


Quase 300 pessoas de 23 estados brasileiros e do Distrito Federal enviaram seus textos. Houve participantes das cidades de Bady Bassitt (SP), Crateús (CE), Maceió (AL), Elesbão Veloso (PI), Cariacica (ES), Ascurra (SC) e tantas outras.


Entre as curiosidades percebidas nas postagens estão as variações do mesmo dito popular. Apesar de terem significado igual em regiões distintas, esses ditos populares revelam algumas diferenças. “Em terra de cego quem tem olho é rei”, por exemplo, aparece assim no Piauí, mas no Espírito Santo se diz “Em terra de cego, urubu vira rei!”. O dito “Inês é morta” é bastante conhecido em São Paulo e aparece, em Alagoas, como “Quem sabe é Líris, porque Inês é morta”.


Outro aspecto curioso foi identificar como o mesmo dito popular aparece da mesma maneira e tem o mesmo significado de Norte a Sul do país. “Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura” foi a expressão mais postada no Mural da Plataforma do Letramento e apareceu desde o Piauí até o Paraná. Já “Casa de ferreiro, espeto de pau”, o segundo dito mais postado, apareceu do Pará até Santa Catarina.


Há, ainda, outros ditos bem diferentes, provavelmente usados em regiões específicas do país. Você já ouviu falar que “Galinha que acompanha pato só morre afogada”? Ficou curioso? Então clique abaixo e divirta-se com o livro virtual Ditos populares. Ele está disponível para visualização on-line e para download.


   (Clique sobre o livro para visualizá-lo em tela cheia. O carregamento poderá levar alguns minutos.)
Quer saber como surgiram essas expressões? Clique na reportagem "O dito pelo não dito: a atualidade dos ditos populares" e confira. 

VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS