Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOEXPERIMENTE — PRODUZIR UM TELEJORNAL COM A CARA DA GALERA!...

Produzir um telejornal com a cara da galera!


Mão na massa!
Para começar a produção de um telejornal com um grupo de crianças ou jovens de um mesmo espaço educativo, podem-se seguir as etapas abaixo:

1. Discutir com o grupo quais serão os quadros do telejornal, buscando definir a linha editorial do programa.


2. Definir qual será a periodicidade do programa (diária, semanal, mensal etc.) e ainda qual será o modo de veiculação da produção  (on-line, podendo ser disponibilizada em um canal do YouTube, ou ao vivo, sendo apresentada à comunidade educativa em tempo real).


3. Distribuir as funções entre os componentes da equipe e as tarefas a serem cumpridas por cada integrante, sendo elas:
•  Coordenador(a) de equipe ou produtor(a) – confere a pauta prévia, esclarece a cada um o seu respectivo papel, controla os horários e o cumprimento de metas, bem como garante que tudo esteja em ordem para o bom andamento do programa.
•  Operador(es) de câmera – responsabiliza(m)-se pelas câmeras/celulares e sua operação, define(m) os ângulos, a iluminação e os ambientes adequados nas tomadas de cena, orienta(m) os entrevistadores e os entrevistados quanto à postura e ao posicionamento.                                     
• Auxiliar(es) – apoia(m) o(s) operador(es), carregando os acessórios e isolando o espaço em volta da gravação, verifica(m) e anota(m) os detalhes importantes.             • Editor(es) de vídeo – faz(em) a organização do material bruto filmado, organiza(m) a sequência das imagens, inserindo créditos e legendas.     
• Repórter(es) – apresenta(m) e faz(em) perguntas aos entrevistados, responsabiliza(m)-se pelos microfones, grava(m) os offs (locução das reportagens).
• Âncora(s) – apresenta(m) o telejornal, podendo estar em uma bancada – seguindo o modelo tradicional – ou ainda em pé, ou em outro formato mais criativo.  


4. Criar um breve roteiro do que será apresentado no telejornal. Há modelos de roteiros telejornalísticos disponíveis na internet, mas a equipe pode criar um próprio, que deve conter definições de câmera – sobre enquadramentos (como plano geral ou gravação de um ou outro âncora, por exemplo) –, texto de locução do(s) apresentador(es), entradas de reportagens externas e momentos para colocação de vinhetas de abertura, de passagem de um quadro a outro e de encerramento.


5. Todo o equipamento deverá ser conferido e testado antes da saída para o evento. Para isso, elabora-se um checklist, verificando se há câmeras/celulares disponíveis; baterias e pilhas carregadas e outras de reserva; cartões de memória, cabos e carregadores; tripé ou monopé, quando possível; bolsas para transporte de material, devidamente identificadas, no caso de saídas a campo.


6. Tomar cuidado com os ruídos no ambiente: quanto mais silencioso for o ambiente melhor, pois os microfones das câmeras/celulares, geralmente, apresentam baixa qualidade de captação. É sempre interessante providenciar um backup de áudio em paralelo – com o uso do gravador digital – para, se necessário, ser usado na edição.


7. Escolher um fundo que contraste com o que está sendo gravado.


8. Buscar um apoio fixo para a câmera/celular, sempre que possível.


9. Escolher a melhor forma de deixar o seu objeto de filmagem centralizado na tela e evitar contraluz, pois dificilmente gera bom efeito em coberturas jornalísticas.


10. Dar um espaço no início e no final da gravação, para não haver cortes de materiais importantes.


11. Gravar já valendo, ou seja, sem contar com a edição posterior.

12. Baixar o material gravado, bruto, em um computador, com Windows Movie Maker, por exemplo, instalado para editar o programa, a fim de que fique com a sequência determinada na reunião de pauta do grupo.


13. Disponibilizar o programa em um site de compartilhamento de vídeos, como o YouTube ou o Vimeo. Acesse um tutorial sobre como fazer upload de vídeo no YouTube.

1 2 3 4 
MAIS EXPERIMENTE
Produzir histórias com base em...
Em um livro para crianças, os aspectos gráficos e visuais são um...
Produzir narrativas sobre versões...
Nesta proposta a ideia é que os alunos leiam e comparem duas histórias sobre...
Produzir uma playlist comentada com...
Início de conversa “Dedico esta música para Guilhermina Viana, do...
Trabalhar com cantigas brasileiras
As canções já fazem parte do cotidiano escolar, principalmente da...
Despertar o espírito investigativo...
É muito comum, na escola, solicitarmos pesquisas a nossos alunos. Contudo, muitas...
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
OLINDAOLINDA disse em 03/06/2016 02h42
Criar um jornal com os educandos ,é criar um mundo melhor para que os mesmos não os tornem analfabeto funcional.
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS