Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOEXPERIMENTE — TRABALHAR COM A LINGUAGEM TEATRAL...

Trabalhar com a linguagem teatral

O amor é como a criança:
deseja tudo o que vê.

William Shakespeare


A arte transita por nosso corpo, atravessa o nosso olhar, nos oferece outras sensações, dialogando com o sujeito e o seu cotidiano. As diversas leituras de mundo por meio de diferentes linguagens – não somente a verbal – possibilitam conhecer, reconhecer, ressignificar e, sobretudo, impregnar de novos sentidos a vida em sociedade. Entre as muitas linguagens artísticas que proporcionam essa troca, está o teatro.


Como as demais linguagens artísticas, o teatro interfere na formulação de ideias e conceitos que influenciam a dinâmica da aprendizagem, bem como a aquisição do conhecimento. Podemos adquirir uma nova visão de mundo e repensar o existir e o próprio fazer no contexto em que estamos inseridos. Assim, a arte constitui uma sabedoria, uma ciência, que traz em si uma experiência estética. Quando as linguagens artísticas entram em cena, a pessoa, seja criança, adolescente, adulto ou idoso, consegue rever seus valores, criando uma nova perspectiva para a aquisição do saber. A arte promove a vivência do belo, do sensível, que possibilita uma nova percepção sobre si mesmo, sobre o outro e a realidade, assim como o contato mais ativo com a imaginação. Por isso, é importante estimular a arte e usar o potencial criativo por meio de jogos teatrais (dramáticos) que desenvolvem técnicas e habilidades já presentes no sujeito.


Neste Experimente de teatro, sugerimos como texto-base uma comédia escrita no final do século XVI pelo dramaturgo inglês William Shakespeare: Sonho de uma noite de verão. Essa peça, uma das mais divertidas da obra desse autor, foi originalmente escrita para ser apresentada em uma festa de casamento. O enredo se passa numa noite de verão, no bosque. Encontros e desencontros envolvem quatro jovens enamorados: Lisandro ama Hérmia que ama Lisandro e é amada por Demétrio, que é amado por Helena. Depois, Demétrio ama Helena, que ama Demétrio e é amada por Lisandro, que é amado por Hérmia.


O texto apresenta elementos da mitologia e referências à literatura greco-latina, como a história de Píramo e Tisbe, contada pelo poeta romano Ovídio na obra Metamorfoses. Alguns especialistas acreditam que Shakespeare escreveu Sonho de uma noite de verão na mesma época em que criou Romeu e Julieta, pois há vários pontos em comum entre essas peças, que tratam de conflitos amorosos, a primeira numa perspectiva cômica e a segunda, trágica.

1 2 3 4 
MAIS EXPERIMENTE
Brincar de trava-língua
“... encarnando-se nos corpos das crianças, as palavras tanto falam de...
Conta outra: mitos e lendas no...
Início da conversaVivemos uma mudança de paradigma na...
Fazer um jornal mural
O registro cotidiano de fatos relevantes para uma comunidade é uma prática...
Palavra-brinquedo: fazer poesia e...
“Palavra poética tem que chegar ao grau de brinquedo para ser...
Produzir uma playlist comentada com...
Início de conversa “Dedico esta música para Guilhermina Viana, do...
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
LICIA MARIALICIA MARIA disse em 03/07/2015 17h21
A arte das palavras junto com os movimentos corporais é o que Shakespeare torna encantador aos apreciadores da leitura, da literatura e seus afins.
LICIA MARIALICIA MARIA disse em 03/07/2015 17h14
As sugestões de atividades são bem criativas! Fazem com que o professor e o aluno tenham um novo olhar para os clássicos e também trabalhar poetizando sobre as produções das crianças.
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS