Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOEXPERIMENTE — PRATICAR CARTOGRAFIA FAZENDO UMA MAQUETE DA ESCOLA...

Praticar cartografia fazendo uma maquete da escola

Início da conversa
A arte da cartografia está presente em nossa cultura desde o início da história humana. Antes mesmo do desenvolvimento da linguagem, cartografar foi uma das primeiras habilidades desenvolvidas pelo homem. Assim, representar graficamente a percepção espacial é fundamental não só na aprendizagem da ciência geográfica mas também em outros campos do conhecimento.
Atualmente, recursos tecnológicos como as imagens de satélite permitem acesso fácil e rápido de qualquer ponto da Terra apenas com um clique. Isso representa um avanço fantástico no conhecimento de diferentes partes do mundo e do lugar onde vivemos. No entanto, é preciso preservar nossa habilidade natural de explorar os espaços e territórios por meio das ferramentas da percepção − o olhar, o escutar, o tocar −, que foram nossos primeiros recursos tecnológicos. O uso de imagens aéreas como as fotografias e as imagens de satélite são recentes na cartografia. Antes disso, para produzir os mapas era preciso sair a campo e observar de forma atenta, registrar e organizar o mundo numa placa de barro, no pergaminho, no tecido ou no papel. 
O desafio é explorar a percepção espacial e promover o desenvolvimento de habilidades que permitam encontrar soluções cartográficas simples e diretas, pelas quais alunos com poucos recursos tecnológicos possam resolver problemas de representação espacial. Antes é preciso aprimorar a capacidade de observação e sistematização em campo e, desse modo, permitir que os estudantes explorem de forma mais consistente as possibilidades que as tecnologias da informação oferecem no campo da cartografia.


Público-alvo: alunos do Ensino Fundamental I.

Objetivos:
• Considerar o conhecimento prévio dos alunos sobre as perspectivas de observação dos objetos, superfícies e paisagens (visão vertical, oblíqua e horizontal).
• Promover a exploração da percepção espacial e as diferentes formas de representação dos espaços e dos objetos, elaboração e interpretação de legenda e noções de escala.
• Desenvolver a percepção de proporcionalidade.
• Desenvolver habilidades para representação cartográfica.

Materiais:
• Cartolinas;
• caixas de fósforo vazias;
• bloquinhos de isopor ou objeto similar;
• palitos de sorvete;
• caixas tetrapak (caixas de leite, de suco grandes e pequenas);
• embalagens (plástico, madeira);
• papelão para suporte;
• tintas guache (cores primárias); 
• pincéis; 
• panos para limpeza dos pincéis; 
• cola; 
• canetas hidrocor; 
• lápis de cor; 
• tesouras. 

1 2 3 
MAIS EXPERIMENTE
Criar poemas visuais com a turma
A poesia visual é uma forma de expressão artística que se caracteriza...
Ampliar o letramento pelo esporte
Como relacionar futebol e letramento por meio de diferentes linguagens e mídias?...
Passear pelo universo literário
Quando planejamos passeios externos à escola, costumamos nos preocupar com as...
Refrescar a cuca na Matemática
Início de conversaTrabalhar com jogos na sala de aula tem se revelado um importante...
Criar jogos de percurso com base em...
Jogar é uma atividade da qual as crianças sempre participam com prazer....
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS