Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOEXPERIMENTE — REALIZAR UMA OFICINA DE NAVEGAÇÃO COM A TURMA...

Realizar uma oficina de navegação com a turma

Início de conversa:
Como faço para chegar a determinado lugar? Como saber em que ponto de ônibus devo descer e depois que rua devo pegar? Ficar perdido sem saber onde está é uma sensação muito ruim, e, para evitar essa situação, temos que desenvolver o sentido de orientação. É o que vamos praticar nesta proposta de atividade.


Quantas vezes nos sentimos meio perdidos sem saber para que lado ficam o Norte e o Sul? Quantas vezes deparamos com situações em que é necessário nos orientarmos para saber se estamos nos aproximando ou nos distanciando do lugar onde queremos chegar? Isso é fundamental não apenas para a Geografia, mas também para nos localizarmos e nos movermos no bairro, na cidade ou no campo.


Podemos nos orientar no espaço de diferentes maneiras. Uma delas é observando as características da paisagem, por meio de referências fixas, como torres, edifícios, placas de ruas etc. Também podemos nos orientar pelos astros. Conhecendo os movimentos do Sol e da Lua, por exemplo, podemos identificar pontos conhecidos e utilizá-los para nos localizar espacialmente.


Além disso, podemos utilizar também instrumentos que permitem identificar nossa posição e a direção dos lugares ao nosso redor. Existem desde instrumentos mais antigos e simples como a bússola até aparelhos mais sofisticados e modernos como o receptor GPS (Global Positioning System – Sistema de Posicionamento Global), equipamento que permite identificar com precisão o local onde nos encontramos, utilizando informações obtidas de satélites situados na órbita da Terra. A capacidade de se orientar no espaço terrestre foi uma das principais conquistas do ser humano, que lhe permitiu dominar novos territórios, caçar, coletar e produzir alimentos, obter água, e assim sobreviver e evoluir ao longo da história.


Neste Experimente, propomos trabalhar com os estudantes orientação no espaço geográfico e praticar navegação cartográfica, isto é, o deslocamento orientado no espaço utilizando conhecimentos e ferramentas de localização e orientação. Vamos ver como é isso?


Público-alvo: alunos do Ensino Fundamental II.


Objetivos:
• Considerar o conhecimento prévio dos alunos sobre as diferentes formas de orientação, tais como: orientação pelas estrelas (Cruzeiro do Sul), pelo Sol e pela Lua; princípio de funcionamento da bússola e do GPS.
• Explorar percepção espacial, formas de orientação no espaço, compreensão, elaboração e uso de instrumento simples de navegação (bússola).
• Desenvolver percepção espacial e senso de orientação.
• Desenvolver habilidades para elaborar instrumento de orientação espacial.


Materiais:
• folha de papel;
• tesoura;
• caneta ou lápis;
• ímã em barra;
• prego ou agulha metálica;
• linha;
• palito de picolé;
• recipiente pequeno (copo de plástico transparente);
• fita adesiva.

1 2 
MAIS EXPERIMENTE
Criar fanzines e compartilhar...
Início de conversa: “Faça você mesmo, faça para entender,...
Produzir narrativas sobre versões...
Nesta proposta a ideia é que os alunos leiam e comparem duas histórias sobre...
Visitar um museu de arte com a...
Educar em artes visuais é, de início, possibilitar ao educando muitas...
Criar programas de rádio com a...
A escola divide seu espaço com outras formas de aprendizagem e disputa a...
Inventar maneiras criativas de...
Todas as pessoas, em qualquer momento da vida, desde que são muito pequenas...
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
ANA ILZAANA ILZA disse em 29/06/2016 13h51
Muito bom ! Creio que se na minha época de estudos já existisse essa preocupação com localização espacial e leitura cartográfica não teríamos tanta dificuldade em consolidar com os alunos essa expectativa de aprendizagem com os alunos.Só podemos ensinar o que já sabemos temos que nos preparar primeiro para propor essa oficina com os discente.
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS