Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVOEXPERIMENTE — REALIZAR UMA OFICINA DE NAVEGAÇÃO COM A TURMA...

Realizar uma oficina de navegação com a turma

Início de conversa:
Como faço para chegar a determinado lugar? Como saber em que ponto de ônibus devo descer e depois que rua devo pegar? Ficar perdido sem saber onde está é uma sensação muito ruim, e, para evitar essa situação, temos que desenvolver o sentido de orientação. É o que vamos praticar nesta proposta de atividade.


Quantas vezes nos sentimos meio perdidos sem saber para que lado ficam o Norte e o Sul? Quantas vezes deparamos com situações em que é necessário nos orientarmos para saber se estamos nos aproximando ou nos distanciando do lugar onde queremos chegar? Isso é fundamental não apenas para a Geografia, mas também para nos localizarmos e nos movermos no bairro, na cidade ou no campo.


Podemos nos orientar no espaço de diferentes maneiras. Uma delas é observando as características da paisagem, por meio de referências fixas, como torres, edifícios, placas de ruas etc. Também podemos nos orientar pelos astros. Conhecendo os movimentos do Sol e da Lua, por exemplo, podemos identificar pontos conhecidos e utilizá-los para nos localizar espacialmente.


Além disso, podemos utilizar também instrumentos que permitem identificar nossa posição e a direção dos lugares ao nosso redor. Existem desde instrumentos mais antigos e simples como a bússola até aparelhos mais sofisticados e modernos como o receptor GPS (Global Positioning System – Sistema de Posicionamento Global), equipamento que permite identificar com precisão o local onde nos encontramos, utilizando informações obtidas de satélites situados na órbita da Terra. A capacidade de se orientar no espaço terrestre foi uma das principais conquistas do ser humano, que lhe permitiu dominar novos territórios, caçar, coletar e produzir alimentos, obter água, e assim sobreviver e evoluir ao longo da história.


Neste Experimente, propomos trabalhar com os estudantes orientação no espaço geográfico e praticar navegação cartográfica, isto é, o deslocamento orientado no espaço utilizando conhecimentos e ferramentas de localização e orientação. Vamos ver como é isso?


Público-alvo: alunos do Ensino Fundamental II.


Objetivos:
• Considerar o conhecimento prévio dos alunos sobre as diferentes formas de orientação, tais como: orientação pelas estrelas (Cruzeiro do Sul), pelo Sol e pela Lua; princípio de funcionamento da bússola e do GPS.
• Explorar percepção espacial, formas de orientação no espaço, compreensão, elaboração e uso de instrumento simples de navegação (bússola).
• Desenvolver percepção espacial e senso de orientação.
• Desenvolver habilidades para elaborar instrumento de orientação espacial.


Materiais:
• folha de papel;
• tesoura;
• caneta ou lápis;
• ímã em barra;
• prego ou agulha metálica;
• linha;
• palito de picolé;
• recipiente pequeno (copo de plástico transparente);
• fita adesiva.

1 2 
MAIS EXPERIMENTE
Montar uma brinquedoteca
Engajar os alunos em práticas sociais do interesse deles pode trazer...
Passear pelo universo literário
Quando planejamos passeios externos à escola, costumamos nos preocupar com as...
Refrescar a cuca na Matemática
Início de conversaTrabalhar com jogos na sala de aula tem se revelado um importante...
Praticar cartografia fazendo uma...
Início da conversa A arte da cartografia está presente em nossa cultura...
Realizar uma roda de cordel
O cordel é um gênero cujos textos contêm grande diversidade de temas....
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h29
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
LUZIALUZIA disse em 01/07/2016 23h28
Material rico, objetivo e bastante acessível ao aluno. O que devemos fazer é não deixar passar essas oportunidades. Devemos nos esforçar para adotar, em nossas aulas, toda estratégia que facilite a construção do conhecimento de uma maneira bem menos sofrida. Agindo assim estaremos facilitando a aprendizagem e aprendendo ao mesmo tempo.
ANA ILZAANA ILZA disse em 29/06/2016 13h51
Muito bom ! Creio que se na minha época de estudos já existisse essa preocupação com localização espacial e leitura cartográfica não teríamos tanta dificuldade em consolidar com os alunos essa expectativa de aprendizagem com os alunos.Só podemos ensinar o que já sabemos temos que nos preparar primeiro para propor essa oficina com os discente.
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS