Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVODICAS LETRADAS — TODAS AS DICAS — MACHADO DE ASSIS GANHA ANIMAÇÃO DA TV ESCOLA

Machado de Assis ganha animação da TV Escola

Trazer o universo de Machado de Assis para os dias atuais: eis um desafio que envolve muitas questões. Atualizar um clássico, dando-lhe roupagem contemporânea, será um crime contra o patrimônio imaterial da literatura? Ou, ao contrário, trata-se de homenagear um grande autor com o auxílio de outras linguagens e tecnologias inimagináveis em sua época, mostrando a imortalidade de sua arte, que aborda aspectos sempre presentes por comporem um retrato íntimo e profundo de nossa indefinível humanidade?


Esse foi o desafio proposto pela TV Escola ao cartunista e diretor Allan Sieber e ao produtor Fabiano Maciel: transformar o conto “Aurora sem dia” em um curta-metragem de animação, passado na cidade de São Paulo em 2013. "Aurora sem dia" foi publicado no Jornal das Famílias em 1870 e posteriormente reunido, com alterações, no livro Histórias da meia-noite (1873). O protagonista Luís Tinoco é um funcionário público que, da noite para o dia, decide virar poeta, sem a menor vocação para o ofício. Nas palavras de Machado, os poemas de Luís Tinoco eram "de uma tristeza que fazia sorrir, e de uma alegria que fazia bocejar", misturando aos seus versos mancos citações mal-ajambradas de clássicos como Shakespeare, Dante e Basílio da Gama.


Na animação, Tinoco é um estudante que nunca termina a faculdade e vive com seu pai. Sonhando em ser poeta, cria um blog, onde posta seus versos. Inconformado, o pai lhe arranja um emprego numa agência de publicidade. O domínio da linguagem publicitária e das “novas mídias” levará o pretenso poeta à carreira política em uma cidadezinha no interior paulista. 


Utilizando recursos de animação tradicional e ilustrações feitas à mão, Aurora sem dia atualiza a crítica ácida e a ironia de Machado de Assis, mantendo-se fiel à linguagem do Bruxo do Cosme Velho, como o autor é conhecido. O curta conta com vozes de atores consagrados, como Otávio Augusto (narrador), Luís Carlos Miele (pai de Luís Tinoco) e Paulo Betti (o publicitário Lemus). A direção de arte é do ilustrador Eloar Guazzelli, os cenários, de Bernardo França, e a direção de animação, de Luke Bosshard. Todos seguem o traço do diretor Allan Sieber. Assista!


Sobre o autor
Joaquim Maria Machado de Assis (1839-1908) é considerado um dos maiores escritores brasileiros, tendo escrito em vários gêneros literários: poesia, romance, conto, crônica, texto dramático, jornalístico e crítica literária. Viveu a transição do Império para a República, contexto representado e comentado em sua obra, marcada por uma análise crítica e irônica dos eventos sociopolíticos de sua época. Machado de Assis nasceu no Morro do Livramento (RJ), em uma família pobre, e não teve possibilidade de se dedicar aos estudos. Segundo biógrafos, lutou para ascender socialmente por meio de cargos públicos, passando pelo Ministério da Agricultura, Comércio e Obras Públicas. Conseguiu precoce notoriedade em jornais onde publicou suas primeiras poesias e crônicas. Na maturidade, já autor célebre, fundou e foi o primeiro presidente unânime da Academia Brasileira de Letras. Considerado o introdutor do Realismo no Brasil, com a publicação de Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), romance que conquistou grande repercussão principalmente pela condição de seu narrador: um defunto autor, que dedica sua obra: “Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver”. Além desse romance, escreveu Ressurreição, A mão e a luva, Helena e Iaiá Garcia (pertencentes a sua fase romântica), Dom Casmurro, Quincas Borba, Esaú e Jacó e Memorial de Aires (que compõem sua segunda fase, realista).


Conheça a Coleção Digital Machado de Assis, portal criado em homenagem a esse grande autor para possibilitar a leitura de sua obra completa a qualquer usuário da internet, em edições confiáveis e gratuitas. Resultado de uma parceria entre o Portal Domínio Público – biblioteca digital do Ministério da Educação (MEC) – e o Núcleo de Pesquisa em Informática, Literatura e Linguística (Nupill) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o projeto buscou organizar, sistematizar, complementar e revisar as edições digitais existentes na rede. Visite!

Aurora sem dia
Produção: TV Escola/Toscographics
Ano: 2013
Direção: Allan Sieber
Roteiro: Allan Sieber e Fabiano Maciel
Direção de arte: Eloar Guazzelli



Aurora sem dia
Produção: TV Escola/Toscographics
Ano:2013
Direção: Allan Sieber
Roteiro: Allan Sieber e Fabiano Maciel
Direção de Arte: Eloar Guazzelli



X



Aurora sem dia
Produção: TV Escola/Toscographics
Ano:2013
Direção: Allan Sieber
Roteiro: Allan Sieber e Fabiano Maciel
Direção de Arte: Eloar Guazzelli

MAIS LIDAS
Novo livro de Magda Soares aborda a alfabetização no Brasil Novo livro de Magda Soares aborda a alfabetização no Brasil
A obra recém lançada da autora conta a história da alfabetização no Brasil. Leia resenha do pesquisador Antônio Gomes Batista.
A beleza de Saramago em animação A beleza de Saramago em animação
"A maior flor do mundo", livro infantil de José Saramago, é adaptado em animação feita com massinha.
VEJA MAIS
Coluna: Querido diário
Texto do escritor Jorge Miguel Marinho fala sobre a íntima relação entre o diário pessoal e seu autor.
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
MARIA DE LOURDES BARBOSA LIMAMARIA DE LOURDES BARBOSA LIMA disse em 02/11/2015 11h23
Muito bom! Espero que eles lembrem do Conto de escola. Acredito que vai dar uma belíssima animação.
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS