Compartilhar Facebook   
Favoritar
ACERVODICAS LETRADAS — TODAS AS DICAS — ANIMAÇÃO ADAPTA “MORTE E VIDA SEVERINA”, DE JOÃO CABRAL DE MELO NETO

Animação adapta “Morte e vida severina”, de João Cabral de Melo Neto

A obra-prima de João Cabral de Melo Neto, publicada em 1955, retrata a dura travessia dos retirantes que fogem da morte iminente no sertão em busca de uma vida melhor no litoral. Com características de auto de Natal (tanto que seu subtítulo é “Auto de Natal pernambucano”), a história é apresentada por Severino, um entre tantos flagelados pelas secas que assolam o sertão nordestino.

A primeira encenação da obra ocorreu em 1957, quando foi apresentada pela companhia teatral Norte Teatro Escola, em Belém. Depois disso, o texto já foi adaptado para o cinema e para a TV. Em 2012, o clássico ganhou versão audiovisual, numa produção da TV Escola em parceria com a Fundação Joaquim Nabuco, com o texto original de João Cabral de Melo Neto e desenhos baseados nos quadrinhos do chargista Miguel Falcão. Dirigido por Afonso Serpa, animação é fiel à dura realidade que Severino enfrenta. Em tons de preto e branco e com traços fortes, que lembram a xilogravura, a animação expressa a dureza de uma vida severina. A trilha sonora é de Lucas Santtana, e a voz que dá vida ao narrador-personagem é do ator e dramaturgo cearense Gero Camilo. A animação foi uma das nove finalistas na categoria Educação Continuada do Japan Prize 2013, concurso internacional voltado à mídia educativa.


João Cabral de Melo Neto 


Nasceu em Recife, em 1920, e morreu no Rio de Janeiro, em 1999. Em 1942, publicou seu primeiro livro, Pedra do sono. Entre suas principais obras, estão O cão sem plumas, O rio, Morte e vida severina, A educação pela pedra e Sevilha Andando.


A poesia de João Cabral reflete sua preocupação com a realidade social, principalmente com a do Nordeste brasileiro. João Cabral também reflete constantemente sobre a própria criação artística, como no célebre poema “Catar feijão”. Sua linguagem é marcada pela objetividade, rompendo com a tradição lírica dominante na literatura brasileira de sua época. Segundo o poeta, “a poesia não é fruto de inspiração em razão do sentimento”, mas sim “fruto do trabalho paciente e lúcido do poeta”.


Mergulhe na grande obra dramática de João Cabral de Melo Neto assistindo à animação:




Clique aqui para ler Morte e vida severina na íntegra.


Para ouvir o poeta João Cabral de Melo Neto declamando alguns de seus poemas, acesse

Quais são os 10 melhores poemas de João Cabral, segundo especialistas? Veja aqui

MAIS LIDAS
Novo livro de Magda Soares aborda a alfabetização no Brasil Novo livro de Magda Soares aborda a alfabetização no Brasil
A obra recém lançada da autora conta a história da alfabetização no Brasil. Leia resenha do pesquisador Antônio Gomes Batista.
A beleza de Saramago em animação A beleza de Saramago em animação
"A maior flor do mundo", livro infantil de José Saramago, é adaptado em animação feita com massinha.
VEJA MAIS
Coluna: Querido diário
Texto do escritor Jorge Miguel Marinho fala sobre a íntima relação entre o diário pessoal e seu autor.
VOLTAR
COMENTÁRIO(S)
Faça login para comentar neste artigo, clique aqui!
Licença Creative CommonsEste trabalho foi licenciado com
uma Licença Creative Commons
PARCERIAS